terça-feira, 30 de agosto de 2011

Serviço público ruim? É brasileiro!

Alguns serviços públicos são considerados essenciais à população, como saúde, educação, seguridade social e segurança civil. O bom senso diz que Ministérios responsáveis por esses serviços deveriam receber a maior parte do orçamento da União, mas não é bem assim que acontece. Embora sejam essenciais à população, eles ficam em segundo plano, cedendo lugar às Forças Armadas, por exemplo. Enquanto o Governo gasta bilhões com obras para Copa e Olimpíadas, servidores da educação estão ameaçados de perderem direitos.

E como ficam os servidores públicos desses serviços essenciais? São obrigados a prestarem um serviço de qualidade em troca de um salário abaixo do ideal, com condições de trabalho algumas vezes desumana, além do assédio moral constante de suas chefias de cargo comissionado, que estão ali por indicação política (e sem conhecimento técnico ou de gestão).

A população brasileira não tem saúde, não tem educação, não tem segurança e também não tem esperança de contar com o Estado no momento de necessidade.

E a culpa não é do servidor público.

Enquanto deputados e e servidores do judiciário recebem salários acima de 20 mil, professores e muitos outras categorias do poder Executivo recebem salários ridículos, abaixo as outras esferas governamentais. Em Caruaru/PE, por exemplo, teve de haver greve para que os governos municipal e nacional acordassem um valor que se aproximasse do piso nacional para os professores do ensino fundamental e médio. Uma greve para tentar garantir o que já lhes era de direito. Absurdo!

O Brasil não respeita quem realiza serviços básicos. Isso é fato! Se um juiz xingar sua mãe, é capaz de você agradecer; mas se alguém pedir licença para varrer uma sujeira, você faz cara feia e recusa-se a colaborar.

Há algo de podre no reino do Brasil!

Tratemos bem os enfermeiros, médicos, educadores, policiais, técnicos, servidores em geral, pois deles depende nossa sociedade e neles está depositada a oportunidade de mudarmos este país.

- Postado usando BlogPress para iPhone

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

A hashtag #FederalEmGreve

Hoje, o site da rede social Twitter apresentou a hashtag #FederalEmGreve por alguns momentos no Trends Topics, indicando que esse foi um dos assuntos mais discutidos do dia. No Brasil, vários setores públicos estão iniciando movimentos grevistas contra a atual política do Governo Federal. Enquanto bilhões estão sendo gastos na Copa 2014 e Olimpíadas 2016, os servidores públicos de carreira sofrem com congelamento de salários e condições de trabalho complicadas.

Os servidores técnico-administrativos das instituições federais de ensino são a categoria com o menor salário base do funcionalismo público federal, levando em consideração os três poderes: Executivo, Legislativo e Judiciário. Ou seja, é a categoria com o menor salário base do Poder Executivo, que é a esfera governamental que tem os piores salários dentre os três poderes.

Desde o ano passado, várias tentativas de negociação não obtiveram sucesso e no dia 6 de junho de 2011 a categoria deflagou greve, tendo como principal reivindicação o salário base de três salários mínimos. Recentemente, o Judiciário decidiu que a greve é legal, embora 50% dos servidores devam desempenhar suas atividades para não desassistir a sociedade.

Em Pernambuco, a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) aderiu à greve nacional desde o início, mas o Campus Recife não teve grande adesão. Em Caruaru, no Campus do Agreste, por sua vez, teve mais de 90% de adesão, destacando-se no cenário estadual. Mesmo com a determinação da volta ao trabalho de 50% dos servidores, vários setores continuam em greve, como Biblioteca e Escolaridade.

Nacionalmente, várias Universidades observam agora o início do movimento grevista dos docentes. Fica no ar a questão: será que os docentes da UFPE também entrarão em estado de greve?

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Deus quer falar com quem?

Admiro muito pessoas importantes como esse cara chamado Tigo. Até Deus quer falar com ele. Veja a foto abaixo:

Foto: Monalisa Leandro

Essa foto foi tirada hoje, no final da tarde, na BR104 em Caruaru, Pernambuco. Infelizmente não consegui registrar de qual cidade é a placa, mas isso não é lá muito importante, né?

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Primeira imagem oficial do novo Superman

Christopher Reeve
Não achei a foto tão legal assim. Apesar de o uniforme estar estranho, talvez dê certo, mas a cara de Henry Cavill não lembra a do Superman.

Pois é, não tem jeito mesmo: Superman de verdade foi apenas o de Christopher Reeve.

O novo filme (Superman - O Homem de Aço) tem data de estreia prevista para 14 de junho de 2013. No elenco, estão: Henry Cavill (Superman), Amy Adams (Lois Lane), Michael Shannon (General Zod), Antje Traue (Faora), Diane Lane (Martha Kent), Kevin Costner (Jonathan Kent), Julia Ormond (Lara), Russell Crowe (Jor-El), Harry Lennix (General Swanwick), Laurence Fishburne (Perry White) e Christopher Meloni

O filme será dirigido por Zack Snyder (300 e Watchmen) e foi escrito por David Goyer e Christopher Nolan (Batman - O Cavaleiro das Trevas).

Henry Cavill

Primeira imagem oficial do filme

Aberta temporada de caça aos pôneis

Mais uma vez observamos pessoas que não tem mais o que fazer atrapalharem aquilo que está indo muito bem. O Conar (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária) recebeu em torno de 30 reclamações do vídeo que associa desenhos animados de pôneis à palavra "malditos".

Agora me digam, qual o problema dos pôneis bonitinhos serem malditos? Para mim, esse pessoal precisa é arrumar alguém para fazer sexo e deixar campanhas simples e criativas como essa em paz.