sexta-feira, 8 de abril de 2011

Natureza perdida

Como manter a esperança diante de tantas notícias ruins? Ontem, dia 7 de abril, houve mais uma tragédia brasileira, agora no Rio de Jeneiro. Não sabemos o porquê, mas infelizmente sabemos que não será a última. As manchetes sempre serão manchadas de sangue? O que se faz numa situação como esta?

 Fonte da imagem: Blog Essas e Outras

Virou até clichê, mas ter esperança de dias melhores é a única forma de encontrar forças para continuar caminhando. Manter vivo esse sentimento de esperança, por sua vez, exige uma força de vontade muito grande para que você acredite que todo ser humano é, em sua essência, bom. Assim como todas as grandes questões da humanidade, não saberemos essa resposta tão cedo. Se o homem é naturalmente bom ou ruim, o que sabemos de fato é que o poder de escolha nos diferencia dos animais, que seguem apenas o instinto.

Acredito que não importa o que você realmente seja por dentro, pois suas ações é que definem você. Por mais que você finja ser uma boa pessoa, se você faz o bem, assim você é. Mas hoje não temos como identificar "atitudes naturais" diante de tanta dissimulação e maldade. A alma humana parece perdida em meio a tantas ideias e conflitos. As tragédias ocorrem e não surpreendem mais. A natureza perdida está nos pensamentos dos filósofos e na boca das prostitutas. Mas há pessoas que insistem em disseminar o bem. Traduzir atitudes em palavras é uma arte pouco estimulada, porém ainda viva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça aqui um comentário sobre o post.